quinta-feira, 7 de julho de 2016

Primeiras impressões sobre ''O Estranho'', um livro viciante do autor Ademilson Chaves

Fala galera, hoje vou fazer uma coisa um pouquinho diferente do habitual aqui no blog. Quero deixar pra vocês as minhas primeiras impressões sobre o livro ''O Estranho'' que recebi do autor Ademilson Chaves, um amigo e autor parceiro do #ML. Eu não costumo fazer tópicos relacionados às impressões iniciais que os livros me causam, geralmente isso é feito em uma postagem via Instagram. Mas ao iniciar a leitura durante a madrugada, senti a vontade de acrescentar este artigo aqui no Marcas.

Links relacionados

Bom, ao iniciar a leitura do livro ''O Estranho'', minhas expectativas eram quase incontáveis. Dois dos motivos para que eu criasse essas expectativas sobre a obra são:

  • Primeiro que, o título e a premissa são bem sedutores e arrancam curiosidades daqueles que se deparam com o livro.
  • Segundo que, por se tratar de um livro de Ademilson Chaves, autor que conheci esse ano e tive a oportunidade de viajar em uma de suas histórias que me agradou completamente, a ansiedade era bem mais diferenciada. Tornei-me fã da escrita do cara e preciso dizer que o entusiasmo com essa nova leitura me deixou inquieto.


O ambiente nos primeiros capítulos do enredo é chamativo e um tanto reflexivo. Os ares de uma ambientação do interior mineiro é bem transmitido e logo é percebido, mas não por razão de descrições; o autor consegue desenvolver um mecanismo muito atraente e convincente que fascina o leitor e o faz enxergar perfeitamente o que é narrado. O saudosismo se faz presente e o leitor interna nas lembranças de Júlia, protagonista, que junto a sua mãe Ema, martirizavam-se em virtude de uma escolha feita por Júlia em determinado momento de sua vida. 

Certifico novamente a capacidade do autor em prender o leitor. Quando percebi, a leitura já estava bem avançada e o sentimento pelos personagens já estavam aflorados. A narrativa está me viciando e desde a primeira frase do livro, que é uma fala de Júlia, me sinto preso como em uma teia de aranhas, mas sem vontade alguma de sair de lá. 

O autor é tão competente que conseguiu fazer-me ter uma ideia exata sobre Júlia e seu temperamento e personalidade apenas em ler a primeira linha da história. É como se ele já tivesse me contado tudo sobre a personagem. Os aspectos pacatos de pessoas do interior estão sendo bem transmitidos.

Está certo, as lembranças que Júlia nos apresenta não são das melhores, o clima é um tanto tristonho e perturbador mas é gostoso de se ler. Ela traz à tona o memorável dia em que conheceu André, um advogado bonitão da cidade grande por quem se interessou.



Estou contente em conhecer mais essa história de Ademilson Chaves. O cara sabe o que faz e representa com maestria o gênero que escreve. Qualquer dia peço umas dicas de como fazer um romance tão atraente e composto assim. Mas se vocês pensam que a história só ficará nessa de 'lembranças e tristezas', se enganam, pois há muito mistério daqui pra frente e como a própria sinopse já diz, teremos conhecimento a respeito de um crime bárbaro e muitas mentiras que serão pontos cruciais na estrutura. As impressões completas eu só falo na resenha... mas adianto a todos que por enquanto está tudo maravilhoso e a obra realmente promete... Então, até lá!



Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Uau meu anjo, curti essa impressões, o livro me atraiu muito...

    ResponderExcluir
  2. Beta, é muito viciante esse livro. Impossível não querer lê-lo.

    Recomendo, viu!?

    Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Suas impressões iniciais sobre a obra foram muito reveladoras Leonardo. O autor é muito competente, escreve de forma magistral. Ansioso pela sua resenha, e parabéns ao autor por mais essa obra grandiosa. Forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. Valeu Luciano,

    A obra tem tudo para ser mais um grande sucesso do Ademilson.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom a sua inovação. Gostei! Penso que o novo de certo sempre chamará a tenção.Pela tuas impressões não tenho dúvida que o livro me agradará.O autor sempre atento a uma boa capa, gostei dessa também! Muito bom!

    ResponderExcluir
  7. Valeu Geh, grato aos elogios.

    É sempre muito bom saber que o Blog segue agradando e levando um bom conteúdo a todos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd