segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Resenhando: Avaliação pessoal do livro ''Os Dois Mundos: O Arauto'', de L.N. Arantes

Fala galera, tudo beleza? Hoje vou deixar uma avaliação pessoal de modo rápido para compor o segundo momento da resenha do livro ''Os Dois Mundos: O Arauto'' do autor Licínio Arantes Neto. Estarei enfatizando o meu ponto de vista sobre algumas partes da obra. Para compreender melhor esta resenha, é aconselhável que vocês leiam também a resenha analítica, para isso basta clicar aqui. Venham comigo... 


Título: Os Dois Mundos: O Arauto
Autor: L.N. Arantes
Publicação: 2015
Editora: PenDragon
Gênero: Literatura Nacional - Fantasia
Páginas: 406


Sinopse: Um membro da Guarda Sagrada de Nistia desapareceu no Norte, terra profana e hostil. Para mostrar força perante os inimigos, um sábio clérigo do conselho convence os companheiros de que as antigas tradições do Livro Guia, que no passado os resguardava, devem ser novamente seguidas. O Grão Sacerdote, líder político e espiritual máximo de Ghandar é contrário aos velhos costumes das escrituras sagradas, o que enfraquece sua liderança entre os conselheiros. Um jogo de intrigas, conspirações e desejos de poder tem início. No meio dele é inserido um jovem paladino, que acima de tudo anseia ser membro da Guarda Sagrada. Seu objetivo é viajar para o Norte, e descobrir o ocorrido com seu irmão da Guarda Sagrada. Contudo, ele não sabe das armações por detrás de sua missão, nem conhece o ódio que o sábio clérigo e o Grão-Sacerdote nutrem um pelo outro, o ódio que gerou sua escolha para desempenhar essa jornada mortal.


Como já disse na resenha analítica, o livro ''Os Dois Mundos: O Arauto'' é o primeiro da série ''Os Dois Mundos'', do autor Licínio Arantes Neto e preciso dizer que já aguardo ansioso o próximo volume para partir com Mordrel Tridius na continuação de sua jornada, enriquecendo mais ainda valores pessoais e obtendo um melhor conhecimento sobre o mundo dos Arautos e suas peculiaridades. É fascinante a forma como o autor explora tão bem o mundo fantasioso o colocando em analogia com o nosso mundo real. Tantos acontecimentos que, pensando parece que vivem somente na imaginação, mas que se tornam, quando refletidos de forma inteligente, verdadeiros eventos do mundo atual. 

A obra não se trata apenas de meras fantasias de fadas e gnomos, reis e rainhas ou portais que se abrem para uma outra dimensão ou mundo. Há mensagens de suma importância. Adorei o modo como o autor trata o confronto de opiniões entre as raças, esclarecendo muito bem o ponto de vista que cada lado defende. O mundo lúgubre - profundo e desconhecido -, chefiado por seus Senhores-Sombrios, é muito interessante. Acredito que a parte mais significativa da obra tenha sido gerada a partir de acontecimentos com os Senhores-Sombrios; estes foram personagens que me agradaram demais, desenvolveram sentimentos e atitudes no protagonista que o fizeram melhorar suas habilidades como ser humano.

''Mordrel se deitou, e enquanto imaginava coisas, os dias passavam. Finalmente percebera a chegada da amargura, quis saber se os outros também a sentiam, ou se a falta de perspectiva já não lhes incomodava mais.''

Notei que, talvez o autor não tenha pretendido enfatizar tanto o combate corporal entre as personagens. Senti falta de figuras na obra, creio que se houvesse algumas ilustrações atrairia ainda mais os leitores. Acredito que a leitura visual de imagens é um método bem-aceito por nós. Também poderia haver um pouquinho mais de derramamento de sangue no enredo - risos -, pois são cenas que sempre me empolgam. Mas por se tratar apenas do primeiro volume da série e também por conter tantas mensagens positivas enraizadas em suas páginas - até mesmo para o enriquecimento da alma -, não culpo o autor de maneira alguma por isso. Acho que não é uma falha, apenas uma opção, e tenho certeza que muita aventura fantástica e muitas surpresas ainda virão.

Sendo sincero, muitos que escrevem o gênero não conseguem se sair tão bem quanto Licínio Arantes Neto demonstrou ser. O cara é muito bom! A linguagem utilizada é a tradicional encontrada em outros livros de histórias medievais, porém o modo alegre e incitante que ele a conduz, traduz, convence e vence qualquer dúvida sobre um enredo ruim que pudesse trair as expectativas. 

Garanta o seu, acesse www.editorapendragon.com.br e tenha em mãos esta maravilhosa obra.

Foram poucas as vezes que eu me vi tão entusiasmado com a leitura de um livro do gênero. Em certos pontos, parei, fechei o livro, respirei e imaginei quais seriam os próximos passos de Mordrel e seu corcel Ladar. O encontro com o leprechaun foi um dos momentos que eu mais gostei na obra, atraiu de forma brilhante a minha imaginação. Eu conheci de perto as personagens pela forma tão excelente que o autor as descreveu. No trecho abaixo, uma boa lição é passada do pequeno ser ancestral e mágico para o jovem Arauto. Estabelecer opiniões através das opiniões dos outros nunca é a melhor escolha. Isso não é de nenhuma forma, inteligente.

''- Sou um leprechaun, se quer saber.Mordrel arregalou os olhos... Sabia que os leprechauns eram criaturas normalmente associadas a vales com cascatas suaves e águas cristalinas. Eram os senhores da natureza, conjuradores espontâneos de magias poderosas.- Dizem que os leprechauns, as fadas e os dragões não existem mais.- Não acredite em tudo que dizem, meu jovem. Mantenha sempre um pé atrás e, quando possível, até mesmo os dois.''

Olhem que diagramação linda.

A solidão, que em meio a jornada de Mordrel o golpeou, também é retratada neste primeiro volume da série ''Os Dois Mundos''. Sabemos que, em muitos momentos nos sentimos sozinhos para o combate do dia a dia mas é necessário continuarmos a jornada pois a manhã sempre traz novas esperanças. 

Vocês querem saber se Mordrel Tridius conseguiu mesmo mostrar o seu valor? Venham acompanhar o corajoso Arauto nesses Dois Mundos que merecem destaque, prestígio e 5 estrelas. Não vejo a hora de ler, além da continuação da série, novas obras de Licínio Arantes Neto. Gostei demais do seu estilo de escrita e não me defrontei com nenhum "buraco" na história. Isto é maravilhoso. Parabéns!



Para aqueles que desejam o livro, o link direto para a página de compras segue ao início da resenha. Não se esqueçam, sou parceiro da Editora PenDragon e possuo códigos promocionais para compras diretas no site da editora. Falem comigo e tenham descontos ao comprarem os livros da PenDragon. Aproveito para deixar o meu forte abraço à galera da editora e dar os parabéns por todas as novas obras e autores que estão se juntando aos dragões guerreiros.

Sendo assim, eu vou ficando por aqui. Espero que tenham gostado e aguardo as suas opiniões.

Tchau, até a próxima.



Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Parabéns pela resenha, Léo.
    Como sempre, você demonstra um imenso talento como resenhista.
    A sua forma de descrever suas impressões pela obra nos entusiasma a querer lê-la.
    Cada vez mais admiro seu talento ao ler um texto seu.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, muito obrigado meu amigo e irmão. Lembrando que, minha motivação para escrever resenhas veio depois que te conheci e li suas resenhas. A admiração e talento são recíprocos, tenha certeza.
      Abraços

      Excluir
    2. Muito difícil não parabeniza-lo pelas resenhas, você utiliza as palavras de forma encantadora.Parabéns!

      Excluir
    3. Geh, valeu, obrigado. O livro está em sorteio na Maratona Literária de Nacionais 2016, para lá e concorra. Recomendo.

      Excluir
  2. Olho esquerdo se dissolvendo em lágrimas!

    ResponderExcluir
  3. Uauuuu que resenha show, você como sempre arrasa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Beta, obrigado pelo elogio e visita. Beijos.

      Excluir
  4. Grande Léo! Beleza?

    Cara, este livro deve ser muito bom, pois sua resenha está muito interessante e muito bem escrita. Parabéns!
    Espero poder ler algum dia desses! :)

    Abraços, brother!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Danny, eu te recomendo. Obrigado pela visita.

      Um forte abraço e parabéns pelo teu canal e blog. Já sou fã .

      Excluir
  5. Obrigado, Léo, suas palavras são emocionantes para mim.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd