quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Livro de parceria: ''Jonas Vai Morrer'', de Edson Athayde, Chiado Editora

Olá meu grande amigo e amiga que acompanha o Marcas Literárias, venho através deste tópico noticiar o recebimento do primeiro livro enviado pela Chiado Editora. A parceria do blog com a Chiado ocorreu na última semana de dezembro e logo, em atenção ligeira e constante, a editora anunciou o envio de ''Jonas Vai Morrer'', do autor Edson Athayde.

Que chique! O livro veio diretamente de Portugal. Fiquei surpreso com a rapidez e muito feliz com o recebimento do material, que veio em plástico bolha, muito bem empacotado. Parabéns a editora pelo excelente serviço e atenção com os parceiros. Sinto-me honrado em fazer parte do time.

Anuncio também que esta será a minha próxima leitura e que teremos em breve a resenha do livro aqui no blog. Veja abaixo as características do livro do Edson Athayde.


Título: Jonas Vai Morrer
Autor: Edson Athayde
Publicação: 2014
Editora: Chiado Editora
Gênero: Romance
Páginas: 152


Sinopse: Um quase-policial de Edson Athayde.

“Todas as novelas têm um novelo. Todos os crimes têm o seu repertório de culpas. Autores de folhetins, em específico, e criminosos, em geral, trapaceiam ao revelar sempre o que interessa, um truque para esconder o que importa. A dissimulação é o vento que sopra na vela desta galera, o combustível dessa nave. Entre se quiser, acomode-se num canto. A viagem não vai ser tranquila”.
“Neste surpreendente romance quase tudo o que parece não é”.

(Prefácio de Luís Osório)

Romance escrito no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.A história de “Jonas Vai Morrer” passa-se em Guimarães (ou Vimaranes, como era conhecida há mais de mil anos). Trata-se da mais histórica das cidades portuguesas, o chamado “berço do país”. Património Cultural da Humanidade, Guimarães foi, em 2012, Capital Europeia da Cultura. “Jonas Vai Morrer” foi escrito no âmbito de uma Residência Artística Literária desse evento. Além da trama cheia de mistérios e algum lirismo, esta obra revive nas suas páginas as ruas, praças, igrejas, bares, os tempos e os modos vimaranenses. Ambientado nos anos 80, “Jonas Vai Morrer” é um quase-policial, na definição do seu autor. Um livro que fala de crimes sem sangue à vista. Propõe um jogo onde a charada é descobrir quem é o algoz, quem é a vítima. Nesse labirinto, temos Pedro, um homem sem passado, o talvez louco 32, um caderno de memórias apócrifo e um enredo que nunca é o que parece ser.

Embalagem do livro recebido ''Jonas Vai Morrer'', de Edson Athayde.
Espero que a minha leitura seja boa, estou empolgado! E fique tranquilo, trarei a você uma visão imparcial sobre o conteúdo encontrado em ''Jonas Vai Morrer''.

Um abraço a você e até a próxima.


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Esse menino está muito chique!!!!
    Estou bem curioso sobre esse livro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu só? Agora sou chique que nem você, rs. Também estou curioso, e empolgado.

      Excluir
  2. Parabéns pela parceria com a chiado editora! “Todas as novelas têm um novelo" O que é novelo? rsrs Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luciano, este termo novelo é o mesmo que intriga, desordem, confusão, logo o autor quis dizer que, todas as histórias têm uma intriga.

      Forte abraço.

      Excluir
  3. Nossa a capa já me chamou a atenção achei linda.
    A sinopse é bem interessante fiquei curiosa.
    Léo tenha uma ótima leitura e depois conta o que achou meu amigo chique!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luh, a capa e linda mesmo. Assim que eu terminar venho dizer a vocês o que achei. Beijos.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd