sábado, 26 de dezembro de 2015

Resenha pessoal: Parte 2* ''Eu, Inabalável'', de Josué Matos (Editora PenDragon)

Seja bem-vindo novamente amigo e amiga literária. Hoje é dia de resenha! A obra ''Eu, Inabalável'' do autor Josué Matos, publicada pela Editora PenDragon, é a obra em questão. Esta é a segunda parte da resenha no Marcas Literárias. Desta vez revelarei o meu ponto de vista sobre esta história policial que está agradando a muitos leitores. Vamos nessa...


Título: Eu, Inabalável
Autor: Josué Matos
Publicação: 2015
Editora: PenDragon
Gênero: Policial
Páginas: 212


Bom, quando eu já estou convicto de que Josué Matos é realmente um incrível autor e de que ele não precisa provar mais nada, visto que eu já tinha amado e me surpreendido bastante de modo muito positivo a respeito do primeiro livro que li dele e resenhei aqui no blog - ''Fey - Livro 1, O Enigma de Ur'' -, eis que me vejo novamente boquiaberto lendo outro extraordinário livro escrito por ele. A estrutura da história formada por personagens tão marcantes e distintos e temas tão comentados e de certo ponto de vista, às vezes, tão odiados por parte da sociedade, é o ápice de ''Eu, Inabalável''. Um livro que mostra entre um capítulo e outro uma realidade, um conjunto de assuntos que alguns tem medo de trazer a debate ou simplesmente se rejeitam a falar e escondem de si mesmos. 

Achei o autor muito corajoso! Sua ousadia me fez admirá-lo ainda mais. 

Gostei das personalidades envolvidas no caso do assassinato do irmão de Leonardo, protagonista do livro. A exuberante Valéria, agente responsável pelas investigações, que não mediu esforços para empenhar-se nisto e manteve a postura aprumada desde o início, foi a minha predileta entre todos. Talvez porque eu tenha pessoalmente o gosto por averiguações desde pequeno e também por admirar mulheres com este arquétipo seguro. 


''Valéria tinha acordado decidida a ir fundo na investigação. Não queria correr o risco de a mesma ser arquivada por falta de provas. Estava correndo contra o relógio... 
Marcos era um antigo hacker, um especialista em computação que havia prestado concurso para policial civil. Apesar de jovem, ele já havia ajudado em outros casos, e Valéria gostava dos seus métodos... 
- ... vou logo adiantando, se você resolver esse caso, vou querer um jantar à luz de velas, só eu e você.
- Consiga informações e conversaremos sobre o assunto.
 
Valéria deu meia-volta e saiu andando, mas fez questão de rebolar mais um pouco, tinha certeza que Marcos estaria olhando...''

A leitura flui muito bem, eu adoro a escrita do autor. A linguagem que ele utiliza é de fácil entendimento e me fez terminar a leitura em apenas algumas horas. É uma escrita ''sedutora''. Os assuntos foram bem explorados, eu não vi nenhum ''buraco'' que deixasse a trama sem sentido em algum ponto. É um livro que me empolgou diretamente pela busca do assassino, que me causou admiração pela forma como foi abordado os direitos iguais de cada ser humano, independente de cor, classe, sexualidade ou credo e que me despertou ainda mais sobre as circunstâncias que a realidade das drogas ao redor dos nossos jovens e adolescentes pode trazer. 

Ah, foi muito bom ler um livro onde a figura principal tem o mesmo nome que eu. Pude me inserir na história mais facilmente, apesar de não ter semelhanças com o Leonardo de ''Eu, Inabalável''. Mas foi legal, é bom saber que eu vou poder recomendar para alguém dizendo ''Cara, leia esse livro, é muito bom, o cara principal tem o meu nome...''. Bem, mas brincadeiras a parte, eu RECOMENDO a obra de Josué Matos e tenho certeza que entre um crime e outro você vai se surpreender também com outras histórias marcantes de personagens como a do professor Humberto e o advogado Eduardo.

Sobre o material e qualidade do livro, sem comentários, é tudo perfeito. Capa lisa, lombada personalizada e folhas amareladas.



Já na metade do livro comecei a analisar sobre o assassino da trama, e acreditem, a figura estava entre os meus palpites desde um pouco antes. Uma cena me chamou a atenção e naquele momento tive certeza que tal personagem era o autor ou autora do crime.

E aí, será que você também consegue acertar na mosca? Quem assassinou o irmão do Léo? Adquira o livro e aprecie a obra. Entre no caso e veja com seus próprios olhos o mundo real que Josué nos mostra em ''Eu , Inabalável'', livro que merece certamente 5 estrelas.



Espero que minhas avaliações sobre o livro tenha aguçado o seu interesse, e acredite, de fato vale a pena tê-lo em sua coleção. Temos fantásticos e talentosos autores nacionais que merecem prestígio e Josué Matos é sem dúvida um destes.

Um abraço e até a próxima.

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Obrigado mais uma vez Léo. Acredito que você já deve ter percebido que minhas histórias não são determinadas pelo gênero literário. Elas vão além, sempre buscando a discussão de questões a nossa volta, sempre buscando consciência embutida em história marcantes. Saber que meu objetivo foi alcançado é, por demais,gratificante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Josué, isto é ótimo, eu percebi que seus livros não estão presos nem ao gênero nem a um único tema. Mostrar a realidade é necessário e você conseguiu sim, o seu objetivo. Parabéns e obrigado.

      Abraços!!

      Excluir
  2. E o meu livro ainda não chegou. Estou aqui ansioso, snif@@@

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que situação angustiante.
      Estou aqui ainda na torcida pra que cheguem.
      Abraços.

      Excluir
  3. Super... a resenha ficou ótima Léo. Ainda não li nada escrito pelo Josué Matos, mas você me despertou um interesse. Quando você diz que ele foi corajoso em elencar alguns temas.... bem ali ele já ganhou minha admiração. Parabéns pela resenha e parabéns ao Josué.

    ResponderExcluir
  4. Nossa Léo adoro livros assim assassinatos, suspense...
    Amei sua resenha fiquei muito afim de ler.Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Luh, é uma excelente aquisição, com certeza.
      Beijos.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd